secretaria@ehr.ufmg.br | 31 3409 1870
fotoTALITAProfessora Adjunta
talita.silva@ehr.ufmg.br
Currículo Lattes
Escola de Engenharia, Bloco I, 4o andar, sala 4607
Av. Antônio Carlos, 6627, Belo Horizonte – MG
CEP: 31270-901

 

Talita Silva graduou-se em engenharia civil em 2009 na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ela obteve o mestrado em Systèmes Aquatiques et Gestion de l’Eau na Ecole Nationale des Ponts et Chaussées (França) em 2010. Em 2014, ela concluiu o doutorado em cotutela entre a UFMG e a Université Paris-Est/Laboratoire Eau, Environnement et Systèmes Urbains (França). Desde 2014, é professora no Departamento de Engenharia Hidráulica e Recursos Hídricos (UFMG), lecionando nos cursos de engenharia ambiental e engenharia civil.

Atualmente, desenvolve atividades de ensino, pesquisa e extensão nas áreas de gestão de recursos hídricos, modelagem integrada de bacias hidrográficas, modelagem e monitoramento de corpos d’água em meio urbano e rural e qualidade das águas urbanas.

 

Voltar para início

Ensino

Disciplinas lecionadas atualmente:

  • Trabalho Temático III (EHR 026) – 6o período engenharia ambiental

Disciplina prática que consiste (i) na análise morfológica e de uso e ocupação do solo de uma bacia hidrográfica com auxílio de SIG e (ii) no diagnóstico hidrológico, hidráulico e da qualidade.

  • Gestão de Recursos Hídricos (EHR 029) – 9o período engenharia ambiental

A disciplina trata do atual modelo de gestão de recursos hídricos no Brasil, dando ênfase nos atuais instrumentos de gestão: planos de bacia, outorga, cobrança, enquadramento dos corpos d’água e sistema de informações de recursos hídricos. Enfatiza-se os aspectos práticos e estudos de caso dentro de uma perspectiva de gestão integrada dos recursos hídricos.

  • Engenharia de Recursos Hídricos (EHR 018) – 10o período engenharia ambiental e engenharia civil

Disciplina optativa que trata do planejamento, projeto, operação e gestão de sistemas e estruturas de aproveitamento de recursos hídricos.

  • Planejamento de sistemas de recursos hídricos – pós graduação em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos (2º semestre)

Solucionar problemas complexos na Engenharia de Recursos Hídricos a partir de uma abordagem sistêmica e do uso de técnicas computacionais agregadas à modelagem matemática de sistemas de Recursos Hídricos.

Voltar para início

Pesquisa

Áreas de atuação e interesse:

  • Modelagem hidrológica em bacias urbanas
    • Aplicação de métodos estocásticos para a análise de sensibilidade e incerteza em modelos determinísticos complexos
    • Minimização dos impactos da urbanização sobre o ciclo hidrológico por meio de modelagem de técnicas compensatórias, técnicas de desenvolvimento de baixo impacto (Low Impact Development – LID) e tramas verdes e azuis (Blue Green Infrastructures – BGI)
  • Gestão de recursos hídricos
    • Previsão hidrológica aplicada à gestão de recursos hídricos
    • Sistemas de monitoramento automático (high frequency data) e sensoriamento remoto em ambientes aquáticos
    • Mudanças climáticas e reservatórios: impactos nos usos, resiliência e estratégias de mitigação

 

Voltar para início

Orientações

Em curso

Mestrado
  • Previsão hidrológica por conjunto como ferramenta de decisão na operação de reservatórios de abastecimento: estudo de caso do reservatório Serra Azul (MG).

         Mestrando: João Augusto de Souza Pinto
         Conclusão prevista: fevereiro de 2017

  • Impactos de eventos chuvosos na dinâmica físico-química e biológica de reservatórios urbanos: estudo de caso da Lagoa da Pampulha (Belo Horizonte, Minas Gerais)

          Mestrando: Júlio Cesar Borges Belico
          Conclusão prevista: fevereiro 2017

  • Impacto de mudanças climáticas em reservatórios destinados ao abastecimento humano.

         Mestranda: Laura Melo Vieira Soares
         Conclusão prevista: fevereiro 2018

  • Modelagem de técnicas compensatórias no campus UFMG – Pampulha (Belo Horizonte, MG).

         Mestrando: Mateus Matias Nogueira
         Conclusão prevista: fevereiro 2018

Iniciação científica
  • Manejo das águas pluviais usando técnicas verdes no campus UFMG Pampulha

         Graduanda: Bhárbara Ladeira (engenharia civil)
         Conclusão prevista: janeiro de 2018

  • Modelagem de reservatórios destinados ao abastecimento humano

         Graduanda: Letícia Cardoso (engenharia ambiental)
         Conclusão prevista: fevereiro de 2018

  • Uso do solo em bacias de mananciais metropolitanos

         Graduanda: Ana Clara Matos (engenharia ambiental)
         Conclusão prevista: fevereiro de 2018

Concluídas

Trabalho de conclusão de curso
  • Escassez Hídrica em Minas Gerais: estudo de caso sobre o reservatório Serra Azul em Juatuba (MG)

         Graduanda: Janes Lawren da Costa Santos
         Conclusão: julho 2015

  • Modelagem Hidrológica e Hidráulica da Bacia do Córrego Ressaca (Belo Horizonte, MG) utilizando o modelo SWMM.

         Graduanda: Edilaine Gomes da Silva Cândido
         Conclusão: dezembro 2015

  • Avaliação da viabilidade técnica e econômica da implantação de sistema de aproveitamento de águas pluviais para fins não potáveis em unidade industrial.

         Graduanda: Laura Melo Vieira Soares
        Conclusão: dezembro 2015

 

Voltar para início

Projetos

Em curso

  • Manejo das águas pluviais usando técnicas verdes no campus UFMG Pampulha: uma abordagem sustentável para as águas urbana

No Brasil, o manejo das águas pluviais urbanas encontra-se alicerçado nas práticas higienistas, segundo as quais as águas pluviais devem ser escoadas por gravidade para jusante, o mais rápido possível e preferencialmente de modo subterrâneo. Em grande parte das cidades brasileiras, o crescimento populacional, a intensificação da urbanização acompanhada de mudanças no uso do solo e impermeabilização das superfícies têm levado à obsolescência gradual e inexorável das redes de drenagem concebidas sob a óptica higienista. Mesmo com a construção de bacias de detenção para amortecer e/ou retardar o escoamento superficial, prejuízos financeiros, ambientais, estéticos e sanitários continuam ocorrendo. Esse projeto visa investigar como a implementação de técnicas verdes (jardins de chuva, telhados verdes etc) pode contribuir para a redução das inundações no campus UFMG Pampulha, assim como para melhoria da qualidade das águas pluviais.

Atuação : Pesquisadora coordenadora
Participantes : Profa. Priscilla Macedo Moura, Mateus Nogueira
Financiamento : UFMG – CNPq
Início : janeiro 2017
Duração : 18 meses

  • Modelagem de mananciais metropolitanos estratégicos como insumo para a gestão de água e território face à mudança climática

Este projeto de pesquisa interessa-se pelo desenvolvimento de instrumentos de modelagem e gestão integrada de recursos naturais, com foco em recursos hídricos, solo, cobertura vegetal e biodiversidade em regiões metropolitanas. Os casos de estudo são bacias hidrográficas localizadas em regiões metropolitanas, dotadas de reservatórios que se constituem em mananciais estratégicos para o abastecimento de água de grandes cidades (Belo Horizonte e Brasília DF) e uma megacidade (São Paulo). Essas bacias e seus corpos hídricos receptores são submetidos a pressões antrópicas variadas que decorrem da complexidade social e da dinâmica de atividades econômicas que caracterizam grandes conurbações, institucionalizadas como regiões metropolitanas. As mudanças climáticas, associadas às mudanças de uso de solo e seus impactos sobre os recursos naturais, são fatores agravantes.

Atuação : Pesquisadora colaboradora
Coordenador : Prof. Nilo de Oliveira Nascimento
Instituições participantes : UnB e USP-São Paulo
Financiamento : ANA – CAPES
Início : fevereiro 2016
Duração : 3 anos

  • Gestão de água e gestão do território em escala metropolitana, possibilidades de integração – CNPq Universal

Esse projeto de pesquisa interessa-se em investigar as possibilidades de integração entre instrumentos de gestão de recursos hídricos, de gestão ambiental e de gestão urbana como meio para assegurar a gestão sustentável e integrada de águas urbanas em escala territorial metropolitana. A Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) é a área de interesse desse projeto e por isso três bacias hidrográficas da RMBH foram selecionadas como estudo de caso: bacia do rio Betim, bacia do Ribeirão Pampulha e bacia do córrego Leitão. A pesquisa a ser realizada pode ser dividida em três eixos: (I) análise institucional sobre as perspectivas de integração dos instrumentos de gestão de recursos hídricos, ambiental e urbana, (II) monitoramento e modelagem hidrológica e (III) modelagem de prejuízos diretos e indiretos causados por inundações.

Atuação : Pesquisadora colaboradora
Coordenador : Prof. Nilo de Oliveira Nascimento
Instituições participantes : Laboratório Ficologia – ICB (UFMG)
Financiamento : CNPq
Início : agosto 2015
Duração : 2 anos

Concluídos

  • Manejo de Águas Pluviais II – MAPLU II

O projeto MAPLU visa caracterizar de forma global os processos hidrológicos em uma bacia hidrográfica em processo de urbanização, em termos de quantidade e qualidade de água, em associação com as características de uso e ocupação do solo e da infra-estrutura de saneamento. A avaliação dos impactos da urbanização sobre meios receptores em termos de qualidade de água e de biomassa algal do lago é uma das metas a serem atingidas para a Lagoa da Pampulha (Belo Horizonte – MG)

Atuação : Pesquisadora colaboradora
Coordenador : Prof. Nilo de Oliveira Nascimento
Instituições participantes : UnB, USP- São Carlos, USP-EPUSP, USP-FAUUSP, UFG, UFC, UFAL, UFPE, UFSM, UFSC, UFRJ, UFRGS-IPH, UFRN, UFSCAR e UERJ
Financiamento : FINEP
Início: 2011
Conclusão: 2016

 

Voltar para início

Prêmios

Prêmios

 

Voltar para início

Principais publicações

 

 

  • SILVA, T.; VINCON-LEITE, B. ; PETRUCCI, G. ; NASCIMENTO, N. O.  Monitoramento e Modelagem da água do escoamento superficial urbano nas bacias dos córregos Ressaca e Sarandi (Minas Gerais, Brasil). In: Poleto, C.; Silveira, A. L. S.; Cardoso, A. R.; Goldenfum, J. A.; Dornelles, F.; Tassi, R.; Moura, P. M. (Org.). Águas Urbanas. 201ed.Porto Alegre: ABRH, 2015, v. 1, p. 1-200.

 

  • SILVA, T.; PETRUCCI, G. ; VINCON-LEITE, B. ; LEMAIRE, B. ; GARNIER, R. ; KHAC, V. T. ; SEIDL, M. ; TASSIN, B. ; NASCIMENTO, N. O. Coupling cyanobacteria dynamics and urban runoff modelling: an integrated approach for a tropical lake in Brazil. In: 8th International Conference NOVATECH, 2013, Lyon. Proceedings of 8th International Conference NOVATECH. Lyon: GRAIE, 2013.
Voltar para início